O Guardião

Sou sombra, sou até luar...Ave na paisagem que te faz brilhar...Sou miragem, diante do teu olhar!

Textos


ANJOS DA MADRUGADA...

Só o silêncio, em diversas solidões
E como reverência a uma nova noite
Enxofre, caos e bravos corações
E no atrito do açoite, falsos refrões

Terrível e enamorado...O Sinistro
De toque singular e envolvente
Condói em transe, fomenta a simbiose
Tragando toda a inconstante gente

Configurado Ser, transforma a mente
Resgata o virtual notável
Sobre esta crosta...Terra irreparável
Corpos em vida, outros de alma ausente

Aprimorado é você e altaneiro
Suor e o próprio sangue...Qual doador
E no puro silêncio da jornada
A voz, o brado canto...E o seu louvor

Homenagem aos valorosos Homens e Mulheres do Corpo de Bombeiros...
Porque todos nós precisamos de Anjos... 
O Guardião
Enviado por O Guardião em 15/02/2007
Alterado em 02/07/2014

Música: I Don't Wanna Miss a Thing - Aerosmith



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras