O Guardião

Sou sombra, sou até luar...Ave na paisagem que te faz brilhar...Sou miragem, diante do teu olhar!

Textos


ROSA NEGRA...
 
Ao teu desabrochar, por entre a sedução
Que só poetas como Eu...Sabem reconhecer
Rosa-Mulher...Você...Do cio à tentação
Me amolda...A tua loucura então
 
Embriagando-me dos teus espinhos
Prendendo-me ao teu ninho
E me desejando, e Eu a ti
Preenchendo o cálice-destino
 
E vem Rosa-Mulher...Como quiser
Embevecendo corpos de paixão
Tal qual orvalho, que te escorrendo
Produz ao contornar-me, precipitado ao chão
 
Roubando dias, varando madrugadas
Criando estigmas da noite
Desvirginando a vida, e por um fio
Escravo sou do teu Mandar-Açoite
 
Porque por ti, não me comporto mais
Jaz imoral, sem ética ou pudor
Presidiário, acorrentado apraz
Entregue pobre alma ao teu Amor



 
O Guardião
Enviado por O Guardião em 26/11/2014
Alterado em 26/11/2014

Música: Just a Kiss - lady antebellum



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras